Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Francisco Beltrão tem 11 unidades de saúde em construção

Publicado em

Obras contemplam diversos bairros da cidade e até o interior e devem dobrar a cobertura do programa Estratégia Saúde da Família

 

Da assessoria

A secretária de Saúde, Rose Mari Guarda, está indo pessoalmente vistoriar cada uma das 11 unidades de saúde em construção em Beltrão, acompanhada da diretora de Assistência em Saúde, Dalva Zago

A secretária de Saúde, Rose Mari Guarda, está indo pessoalmente vistoriar cada uma das 11 unidades de saúde em construção em Beltrão, acompanhada da diretora de Assistência em Saúde, Dalva Zago

Durante toda a tarde desta quinta-feira (5), a secretária de Saúde de Francisco Beltrão, Rose Mari Guarda, visitou dez das onze unidades de saúde que estão sendo construídas no município. As vistorias são feitas mensalmente para acompanhar a evolução das obras, que estão em diferentes estágios.

“Este é um dos nossos projetos mais audaciosos e complexos: temos 11 unidades sendo construídas simultaneamente e vamos pessoalmente verificar cada uma todos os meses para verificar a necessidade de obras complementares, acompanhar a execução e cobrar os prazos de entrega e qualidade”, explica Rose Guarda. A diretora de Assistência em Saúde, Dalva Zago, também acompanha as vistorias e as informações sobre o andamento são repassadas ao Ministério da Saúde.

Nos bairros Marrecas, São Francisco, Industrial, Sadia e Seminário ainda estão sendo feitas as fundações para construção das unidades. Já no Padre Ulrico, Jardim Itália, Jardim Floresta, Cantelmo e São Cristóvão as obras estão cerca de 50% concluídas. A unidade do Km 20 será vistoriada na próxima semana.

A construção das novas UBSs é resultado de um investimento de R$ 4,5 milhões do governo federal; o Município entra com a contrapartida para aquisição dos terrenos, equipamentos e profissionais.

 

Cobertura do programa dobrará

Com a construção das unidades de saúde, o programa Estratégia Saúde da Família irá quase que dobrar sua abrangência no município. A cobertura que atualmente é de 39% irá para mais de 70% da população, o que, na visão da secretária Rose Mari Guarda, terá significativos reflexos na saúde em médio prazo: “são unidades que atendem programas do governo, como para hipertensos e diabéticos, além de um foco prioritário na assistência à prevenção de doenças”, diz.

Cada unidade ESF tem capacidade para cobrir uma população de 3.500 pessoas e conta com equipe especializada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *