Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Prefeitura quer debater com população novo modelo de transporte coletivo

Publicado em

Da assessoria

Audiência pública debaterá melhorias no serviço, que será licitado nos próximos meses

Audiência pública debaterá melhorias no serviço, que será licitado nos próximos meses

Uma audiência pública promovida pela Prefeitura de Francisco Beltrão irá debater com representantes da sociedade o novo modelo de transporte coletivo urbano para a cidade. O encontro acontece no auditório do Centro de Eventos, a partir das 14 horas da próxima segunda-feira e, segundo o prefeito Antonio Cantelmo Neto, servirá para colher sugestões de melhorias do serviço.

“Este será um momento importante de participação social, para podermos ter uma noção do quê precisamos modificar para melhorar o transporte coletivo e oferecer mais conforto e comodidade aos usuários”, destaca Neto. Representantes de entidades, clubes de serviço e, principalmente, usuários, são convidados para a audiência pública.

O debate servirá para complementar a elaboração do edital para licitação do transporte público na cidade, que irá ocorrer nos próximos meses. Desde setembro uma comissão da Prefeitura estuda a proposta e já contemplou necessidade de ampliação de horários e itinerários, a adaptação dos veículos para o transporte de cadeirantes e a possibilidade de implantação de um sistema eletrônico no lugar dos passes.

A nova licitação é uma exigência do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), que determinou a realização da concorrência após julgar um recurso de uma licitação ainda de 2004. Atualmente, duas empresas operam o serviço na cidade – uma na linha Norte-Sul e outra na Leste-Oeste – e, segundo levantamento da Prefeitura, comercializam cerca de 100 mil bilhetes todo mês.

Comentários

  • Ivan Lucas Faust disse:

    Acredito que nessa audiência poderia-se discutir sobre a disponibilidade de pelo menos um veículo para cada linha com sistema de climatização interna. O valor para tal serviço pode ser um pouco maior que os demais sem climatização, por outro lado Francisco Beltrão já pode pensar em oferecer esta alternativa para a população, sem esquecer de que esse ponto pode contribuir para que mais pessoas se interessem em utilizar o transporte público. Parabéns pela audiência e espero que essa ideia possa ser pautada. Abraços.

  • Bruno disse:

    o preço da passagem ta 2,60 quase o mesmo de curitiba que é capital, isso é uma vergonha

  • LUIZ disse:

    Uma vergonha o transporte coletivo hoje em FB , terminal esta velho em mal estado,alguns ônibus velhos e sem itinerários funcionando,agentes das empresas não dão informações sobre linhas e horários,modelo de passes já está ultrapassado (poderia ser cartão eletrônico já) ,poucos horários a noite e valor de passagem meio caro se comparando com o da Capital.

  • francianne Silva disse:

    A prefeitura poderia verificar o valor das passagens como já citada está ideia, por que Francisco Beltrão não é capital para cobrar tudo esse valor, nem uma cidade de grande porte, para esse valor no mínimo a cidade tem que ter uns dois a 3 terminais e FB só tem um e o valor das passagens é maior q das grandes cidades.
    Também cobradores e motoristas poderiam ter mais educação, ta certo estão cansados, pode ter tido um dia difícil, mais os passageiros não tem culpa, e tbm estão cansados e querendo chegar em suas residências em paz, os cobradores e motoristas são muitos mal educados com a população.
    Também os motoristas deveriam ser mais educados e responsáveis no transito.

  • Emerson disse:

    sistema eletrônico ainda não tem? que vergonha uma cidade com 80 mil habitantes isso é uma vergonha .

  • Fernando disse:

    Audiencia publica em horario comercial? Ja vi tudo….

  • ADAIR CASAGRANDE disse:

    Antes de promover uma nova licitação terá que ser solucionado a LICITAÇÃO anterior, isto porque apenas em relação a uma das participantes da licitação anterior foi desclassificada, duas empresas tem direito em ver contempladas com a assinatura do contrato de concessão. Não houve anulação do processo licitatório anterior, apenas a sentença exclui uma das participantes por irregularidades da própria participante. Por outro lado a audiência pública deveria ser designada com mais tempo para que interessados em se fazer presente pudessem agendar.

  • marines disse:

    Precisamos de mais ônibus para o Pinheirão e Cantelmo após às 16:00 horas, é superlotado esses horários. Poderiam fazer essa reunião em outro horário, que não fosse comercial, a gente não pode participar trabalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *