Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Prefeitura continua recebendo inscrições para programa habitacional

Publicado em

Da assessoria

Os interessados em participar do programa habitacional que irá construir mil moradias para famílias de baixa renda em Francisco Beltrão ainda podem se inscrever. Antes, porém, é preciso agendar a inscrição e providenciar a documentação exigida pela Secretaria de Assistência Social.

“As pessoas devem ter toda a documentação necessária em mãos, ligar aqui – 3520-2190 – e agendar a inscrição, o que facilita o trabalho pra gente e dá maior comodidade aos interessados, que não precisam enfrentar fila”, explica Salete Cenatti, do setor de Habitação. As inscrições foram retomadas em fevereiro e não têm prazo definido para encerrar.

Até agora, cerca de 900 famílias já se cadastraram, número que é inferior ao de casas que serão construídas. Mas, segundo Salete, a baixa procura tem explicação: “desde o ano passado, conseguimos aprimorar nossos critérios para a seleção dos beneficiários, o que filtra um grande número de pessoas interessadas e possibilita a inscrição de quem, de fato, necessita de moradia”, diz.

Para se inscrever, as famílias devem comprovar renda inferior a R$ 1,6 mil e a residência em Beltrão há mais de cinco anos, além de apresentar negativas que mostrem não possuir imóvel no nome e o saldo da conta bancária. Idosos, deficientes, mães solteiras e pessoas com doenças crônicas também têm preferência na seleção dos imóveis.

Os recursos para a construção das casas são do governo federal, através da Caixa Econômica. A Prefeitura e o governo do Estado entram como parceiros na elaboração do cadastro de beneficiários e obras complementares. A previsão de investimento é de R$ 65 milhões somente neste projeto.

 

Casas pulverizadas

Outro projeto que a Prefeitura está elaborando em parceria com a Caixa Econômica Federal é para a construção de casas para famílias que já possuem terrenos. Cinquenta famílias já estão selecionadas e outras 50 em fase de inscrição neste projeto, em que o beneficiário também deve comprovar baixa renda e tem a maior parte do valor da construção subsidiado pelo governo federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *