Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Chegada de médicos com formação estrangeira evidencia novo modelo de medicina

Publicado em

Da assessoria

 Prefeito Cantelmo Neto apresenta os três profissionais que irão trabalhar na rede de saúde pelo Mais Médicos: doutores Rudinei Bregalda, Darlyn Hidalgo e João Carreras Calvo

Prefeito Cantelmo Neto apresenta os três profissionais que irão trabalhar na rede de saúde pelo Mais Médicos: doutores Rudinei Bregalda, Darlyn Hidalgo e João Carreras Calvo

Tratamento de celebridade e muito otimismo marcaram a recepção, nesta quinta-feira, dos médicos formados no exterior que irão trabalhar na rede de saúde de Francisco Beltrão. Contratados através do programa Mais Médicos, do governo federal, os profissionais foram apresentados pelo prefeito Antonio Cantelmo Neto e secretária de Saúde, Rose Mari Guarda, e suscitam a expectativa de criação de um novo modelo de saúde, voltado a prevenção.

“Estes profissionais formados em renomados cursos de Cuba e da Venezuela são de uma escola de medicina diferente da que estamos acostumados, que trata a causa e não o efeito da doença, que procura entender o ser humano no meio em que vive, uma medicina mais preventiva”, afirmou o prefeito Neto. A formação dos médicos segue preceitos da Organização Pan-Americana da Saúde, ligada a ONU (Organização das Nações Unidas).

Em Beltrão, os médicos atuarão nas unidades de saúde dos bairros Padre Ulrico, Pinheirão e Vila Nova, que terão mais uma equipe completa do Estratégia Saúde da Família. Nos próximos 30 dias, os profissionais estarão sob supervisão da Secretaria da Saúde, conhecendo a estrutura no município, para só então começar, efetivamente, a atender pacientes. O projeto de lei que oficializa a adesão da Prefeitura ao programa ainda será analisado pela Câmara de Vereadores.

 

Dois cubanos, um brasileiro

Dos médicos recebidos pelo município, dois são cubanos e o outro é um brasileiro formado na Venezuela. O doutor Rudinei Bregaldo é de Palma Sola (SC) e aos 20 anos, quando atuava na Pastoral da Criança, teve a oportunidade de cursar medicina na Universidad Nacional Experimental de los Llanos Centrales Romulo Gallegos, formando-se com menção honorífica. Rudinei trabalhou em um hospital como médico geral e já está se sentindo em casa.

“Escolhi Beltrão pela proximidade da minha terra natal e acho que será uma boa experiência, pelo acolhimento que já senti da população e por poder contribuir, aos poucos, para a transformação do jeito de cuidar das pessoas”, disse o médico, com sotaque bastante carregado.

Os outros dois médicos – os doutores João Rodolfo Carreras Calvo e Darlyn Rivero Hidalgo – formam um casal e estudaram no Instituto Superior de Ciências Médicas de Camaguey, em Cuba. Ambos são especialistas em Medicina Geral Integral e trabalharam por três anos na chamada Missão Internacionalista ‘Bairro Adentro’, na Venezuela.

 

O Mais Médicos

Durante a cerimônia de apresentação, o prefeito Neto destacou que o trabalho dos profissionais formados no exterior “complementa, e não faz concorrência” ao atendimento dos médicos brasileiros. “Claro que não desmerecemos o trabalho dos médicos que tanto já contribuíram para nossa medicina, mas precisamos esclarecer os objetivos do Mais Médicos à sociedade, um programa que, pela falta de profissionais, teve que ter intervenção do governo para dar uma resposta imediata à saúde pública, já que uma formação em medicina demora oito anos”, disse.

Por meio do programa, os médicos são disponibilizados à Prefeitura, que arca com as despesas dos profissionais e lhes paga um salário de R$ 10 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *