Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Cleber anuncia Escola Ambiental

Publicado em

Nesta quinta-feira, 21 de setembro, é comemorado o Dia da Árvore. Em Francisco Beltrão estão sendo realizadas ações ambientais com iniciativa da secretaria municipal do Meio Ambiente. Pela manhã, na Praça da Liberdade, foi realizada solenidade alusiva à data e lançado o Plano Municipal de Arborização Urbana, elaborado por uma Câmara Técnica formada por profissionais das secretarias municipais de Meio Ambiente, Urbanismo e Planejamento, UTFPR, Unipar, Sema e IAP.

Durante o pronunciamento, o prefeito Cleber Fontana anunciou que no período máximo de um ano será construída uma escola ambiental, que terá papel educativo e de conscientização, principalmente de crianças e adolescentes. ”Estou lançando o desafio para a equipe da secretaria municipal de Meio Ambiente e órgãos ambientais do Governo do Estado para que no dia 21 de setembro de 2018, a comemoração do Dia da Árvore seja com a inauguração desta escola ambiental”, disse o prefeito.

Durante o dia está sendo realizada a coleta de lixo eletroeletrônico no Calçadão e na avenida Atílio Fontana, em frente o secador da BRF. Outra iniciativa é a distribuição de mudas de árvores nativas, na Cidade Norte e na Praça da Liberdade. O objetivo é envolver a comunidade e chamar a atenção para importância de preservação da natureza.

Plano de Arborização

O secretário de Meio Ambiente, Adriano David, explanou sobre o Plano de Arborização Urbana, que define as espécies de árvores que devem ser plantadas nos passeios, praças e outros locais públicos. Atualmente a arborização urbana é composta basicamente por duas espécies, ligustro e canelinha, consideradas alergênicas e agressivas às calçadas e muros em função do seu sistema radicular. A substituição será feita de forma gradativa e um bairro será escolhido para o projeto piloto.

As espécies foram definidas de acordo com o porte e o local em que deverão ser plantadas, levando-se em consideração a altura no porte adulto, sistema radicular, arranjo de tronco e copa, resistência ao ataque de insetos ou fungos, assim como as espécies que não serão permitidas por potencial invasor e alergênico.

O grupo definiu 24 espécies  de árvores de pequeno, médio e grande porte, sendo a última indicada apenas para parques, praças ou locais específicos, considerando a fiação, largura de calçada, acessibilidade, canteiro central entre outros critérios. Também houve a definição sobre a distância das esquinas, espaçamento e largura mínima de calçadas. Serão utilizadas mudas de grande porte, dentro de um plano de manejo de retirada das árvores comprometidas.

Além do prefeito Cleber e do secretário Adriano, também prestigiaram a solenidade o vice-prefeito Antonio Pedron, as vereadoras Elenir Maciel (presidente da Câmara) e Maria de Lourdes Pazzini, os vereadores Leo Garcia, José Carlos Kniphoff, Rodrigo Inhoatto e Valmir Dile Tonello, o diretor regional do IAP, Dirceu Abatti, o diretor do Instituto das Águas do Paraná, Alberto Piccinini, o técnico em meio ambiente da SEMA, Odenir de Barba, estudantes e professores do Colégio Suplicy.

20170921_093736

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *