Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Torre é reaberta para visitação e passa a oferecer city tour por Beltrão

Publicado em

Da assessoria

Izete Passaia, Alfonso Bruzamarelo, Eduardo Scirea, João Arruda, Leonilde Rios, Lurdes Arruda e Adão Rios na reabertura da Torre da Concatedral para visitação

Izete Passaia, Alfonso Bruzamarelo, Eduardo Scirea, João Arruda, Leonilde Rios, Lurdes Arruda e Adão Rios na reabertura da Torre da Concatedral para visitação

A reabertura da Torre da Concatedral para visitação marcou também a oferta de um novo serviço na área turística de Francisco Beltrão. Agora os visitantes podem participar de um city tour pelos principais pontos turísticos da cidade e também por propriedades rurais e recantos do Caminhos do Marrecas.

O serviço é oferecido por uma empresa e foi viabilizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Semdetec). “Dentro do processo de fortalecimento do turismo beltronense, identificamos uma necessidade maior de integrar o que a cidade e o interior têm, e o city tour reforça isso: as pessoas podem visitar nossos principais atrativos urbanos e ainda conhecer recantos e a gastronomia da área rural”, explicou a secretária Izete Passaia.

Na viagem inaugural do city tour, logo após o evento de reabertura da torre, a van percorreu pontos como o Morro do Calavário, a Capela de São Cristóvão, locais com vista panorâmica da cidade e recantos do interior. Inicialmente o serviço funcionará uma vez por semana e informações e valores podem ser consultados na própria Torre da Concatedral, onde passa a funcionar uma central de informações turísticas sobre Beltrão.

 

Visitação à torre é gratuita

Há mais de um ano a torre estava fechada devido a necessidade de melhorias em várias áreas. A Prefeitura investiu na reforma elétrica e em melhorias no mirante e elevador para reabrir o espaço para visitações.  A Torre ficará aberta de quarta a domingo, das 16 às 21 horas e a entrada é gratuita.

No evento de reabertura, o vice prefeito Eduardo Scirea, destacou o potencial turístico da cidade. “A torre, por exemplo, recebeu investimentos três vezes nos últimos três anos, como a parte de alvenaria e relógios, e tem um impacto muito positivo a nível regional; agora com a última etapa de conclusão, que é o pastilhamento e instalação de um centro de artesanato no mirante, ela poderá estar articulada a uma série de outros atrativos do município e tem um potencial muito grande”, disse Scirea.

Além de Scirea e Izete, também participaram da solenidade de reabertura o presidente da Associação Amigos da Torre, João Arruda, a presidente do Caminhos do Marrecas, Leonilde Rios e a coordenadora do Núcleo de Gastronomia, Hotelaria e Turismo da Acefb, Cheyla Anater Pelegrini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *