Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Serviço de Proteção Social ao Idoso

O Serviço de Proteção Social ao Idoso tem como objetivo, por meio das diversas atividades físicas, educacionais e sociais, minimizar as dificuldades enfrentadas pôr esta população e possibilitar a descoberta de suas potencialidades, como também, despertar suas ações produtivas mediante os obstáculos motores presentes, ou seja, suscitar o pensamento e o reconhecimento de que todos somos produtores em potencial, portadores de habilidades e também de delimitações.
Em Francisco Beltrão há 50 grupos de idosos, sendo 19 na cidade e 31 no interior do município que realizam encontros quinzenais nas próprias comunidades onde também são atendidos com atividades socioeducativas, culturais e de recreação.

AÇÃO DIFERENCIADA

O Centro de Convivência do Idoso é um espaço de prestação de serviços ao idoso que viabiliza o acesso da população idosa aos diversos serviços, programas e projetos entre eles o atendimento sócioeducativo e de convivência diariamente desenvolvido no CCI.

OBJETIVO GERAL

Possibilitar ao cidadão idoso, a descoberta de suas potencialidades, através de ações motivacionais e de autoconhecimento utilizando um conjunto de atividades sócio-educativas integradas entre si, e concomitantemente, subsidiar o poder público local para a criação de políticas públicas específicas a fim de garantir a inclusão do idoso no circulo social estimulando a interação, o convívio e o respeito.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Propiciar ao idoso:

  • Compreensão do envelhecimento no âmbito biológico, psicológico e social;
  • O reconhecimento das alterações normais e patológicas do envelhecimento;
  • Espaço de convivência, retirando-o do isolamento;
  • Fortalecer os vínculos familiares através do resgate da história individual, valorizando a figura do idoso na família, prevenindo o asilamento;
  • Informações e aquisição de habilidades para cuidar dos idosos acamados;
  • Atividades esportivas, culturais, lazer, formação, artesanato, saúde, usando metodologias adequadas à faixa etária;
  • Orientação sobre seguridade social, previdência, direito civis e previdenciários;
  • O reconhecimento de suas habilidades e a crença de que como cidadão ele continua um individuo criativo e produtivo, desde que reconheça as suas limitações, aprendendo a conviver com elas, garantindo assim, sua autonomia e independência.

RESULTADOS OBTIDOS

  • Diversificação das atividades sócioeducativas;
  • Parcerias com as Instituições locais (Comunidades católicas, Evangélicas, Associação de moradores, Centro Comunitários, universidades e Pastoral dos Grupos de idosos);
  • Interface interinstitucional (Secretarias municipais, estaduais e Governo Federal);
  • Atividades prevenção e diagnóstico na área de saúde (Clinico Geral, Saúde Bucal e Mental);
  • Melhoria no quadro clínico dos participantes (Hipertensão, Diabetes, Depressão);
  • Re-inserção ao convívio social, retirando o idoso do isolamento;
  • Atividades físicas e esportivas adaptadas aos limites psicomotores do idoso, considerando a debilidade motora voltada para inclusão – não competição partindo da metodologia dos jogos cooperativos.