Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Moradores de área de risco de conjunto habitacional ganharão novas casas

Publicado em

Da assessoria

Ilto Bendo e Edilson Zanatta, da Caixa, apresentaram ao prefeito Cantelmo Neto e o vice, Eduardo Scirea, uma proposta para solucionar o caso das 19 casas de um conjunto habitacional construídas em área de alagamento

Ilto Bendo e Edilson Zanatta, da Caixa, apresentaram ao prefeito Cantelmo Neto e o vice, Eduardo Scirea, uma proposta para solucionar o caso das 19 casas de um conjunto habitacional construídas em área de alagamento

O caso das 19 residências de uma quadra do conjunto habitacional Adelfina Scheid afetadas por alagamentos pode estar próximo de uma solução. A Caixa Econômica Federal, responsável pelo financiamento dos imóveis, acatou a sugestão da Prefeitura e irá construir novas moradias em uma área dentro do próprio conjunto.

A notícia foi dada pelo superintendente regional da Caixa, Edilson Zanatta, que na semana passada esteve reunido com o prefeito Antonio Cantelmo Neto e com o vice e secretário de Planejamento, Eduardo Scirea, para debater sobre os procedimentos legais a serem seguidos.

“Agora, enquanto a Caixa elabora o estudo jurídico para ver como fazer o convênio, vamos chamar as famílias para que acompanhem todo o processo”, afirmou Scirea. O gerente da unidade de Beltrão, Ilto Bendo, também acompanhou a reunião.

As novas moradias serão edificadas onde atualmente está o campo de futebol, local que quando da construção do conjunto, em 2011, deveria abrigar as 19 casas que foram remanejadas para uma área mais baixa, à beira do rio Santa Rosa. Ainda durante a construção, a quadra havia sido afetada por um alagamento, situação que se repetiu nas enchentes de 1º de maio e 28 de junho deste ano.

A sinalização da Caixa é de que as novas casas sejam construídas no mesmo padrão das já existentes sem nenhum ônus aos moradores, que estão pagando o financiamento. Enquanto as novas residências não estiverem prontas, a Prefeitura pagará aluguel social às famílias, para que fiquem fora da área de risco, que pode ser alagada novamente em caso de chuvas fortes.

Para o prefeito Cantelmo Neto, a agilidade no andamento do processo deve aliviar a situação das famílias. “Fizemos todos os levantamentos necessários e apresentamos à Caixa, que prontamente analisou e nos deu uma resposta favorável, o que deve restabelecer o alívio das 19 famílias que não têm culpa por terem sido levadas a residir em uma área de risco”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *