Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Vacina contra a gripe é normalizada

Publicado em

A partir desta segunda-feira, dia 14, todas as unidades de saúde de Francisco Beltrão  voltaram a oferecer a vacina contra a gripe. De acordo com a secretária municipal de Saúde, Aline Biezus, o fornecimento por parte do Ministério da Saúde foi normalizado e isso possibilitou abastecer todos os postos de saúde da cidade do interior do município. Nos últimos dias a vacina estava restrita a cinco unidades de saúde da cidade devido a falta de abastecimento. “Agora está tudo normal e temos capacidade de atender todas as pessoas dos grupos prioritários”, enfatiza Aline.

A secretária reafirma que a maior preocupação é com as crianças de seis meses a quatro anos devido a baixa imunização. Até o momento nem a metade da meta foi alcançada. Inclusive a secretaria estuda algumas ações para atingir esse grupo. “É de fundamental importância a imunização porque as crianças são muito vulneráveis a contrair a gripe”, esclarece. No Sábado (12) foi realizado o Dia D da vacinação. Em Francisco Beltrão 1.300 pessoas foram vacinadas, resultado considerado bom pela secretaria e bem acima do ano passado, quando 1.300 pessoas foram imunizadas no Dia D. A campanha terá sequência até o dia 1º de junho.

Confirmados 8 casos

O número de casos confirmados da doença vem aumentando em Francisco Beltrão. Até agora foram 8 casos e uma concentração maior em pessoas da Cidade Norte. Foram 6 ocorrências  naquela região. Também foram registrados um caso no bairro Aeroporto e outro no interior do município, na Linha Guanabara. Em todos os registros os pacientes foram medicados e já se recuperaram.

Devem ser vacinadas pessoas a partir dos 60 anos, crianças na faixa etária de 6 meses a 4 anos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, os trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas,  povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estejam sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *