Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Programa Paraná Saudável

Publicado em

O Governo do Estado lançou na tarde de terça-feira (15) a terceira fase do programa Paraná Saudável, que visa estimular crianças e adolescentes a adotarem hábitos saudáveis a fim de evitar o excesso de peso e a obesidade, dois fatores de risco para doenças crônicas. O lançamento foi no Palácio Iguaçu e contou com a participação da secretária de Saúde de Francisco Beltrão, Aline Biezus, da chefe da 8ª Regional de Saúde, Cintia Ramos, e do diretor administrativo da 8ª Regional, Cleomir Pazzetto.

De acordo com Aline, o município vai aderir ao programa e colocá-lo em prática a partir da entrada em funcionamento da Academia da Saúde, que será implantada na Cidade Norte e atuará em ações de prevenção e estímulo à saúde. A estrutura está sendo montada ao lado do Ginásio Sarará. A meta, segundo Aline, é beneficiar toda a sociedade, desde crianças até idosos.

O Paraná Saudável envolve as secretarias de Estado da Saúde, Educação, Esporte e Turismo. Nesta fase, haverá distribuição de folders e cartazes da campanha sobre alimentação e atividade física, além da apresentação dos manuais do projeto em eventos, atividades escolares e quadras de esporte. Será promovido o trabalho de educação das crianças e adolescentes para que possam criar bons hábitos e serem adultos mais saudáveis no futuro.

Na primeira etapa do programa foi realizada uma pesquisa da Secretaria do Esporte junto aos estudantes do Paraná sobre hábitos alimentares e atividade física. O passo seguinte, envolvendo a Secretaria da Saúde, foi produzir uma campanha educativa sobre o tema, com a elaboração de manual do professor e cartilhas aos alunos. No ano passado teve início a campanha de mídia sobre o tema.

A obesidade infantil pode antecipar em 10 a 20 anos a manifestação de diabetes e doenças cardiovasculares. Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, em 20 anos a obesidade em crianças entre 5 a 9 anos quadruplicou entre os meninos (de 4,1% para 16,6%) e praticamente quintuplicou entre as meninas (de 2,4% para 11,8%).

Nos adolescentes, em torno de 20% apresentaram excesso de peso e quase 6% dos adolescentes do sexo masculino e 4% do sexo feminino foram classificados como obesos. A estimativa é de que se não houver a implementação de ações, em aproximadamente duas décadas 70% da população brasileira apresentará excesso de peso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.