Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Moradores do bairro Marrecas terão unidade de saúde para atendimento exclusivo

Publicado em

Da assessoria

Ato no gabinete do prefeito Cantelmo Neto reuniu lideranças do bairro para prestigiar a assinatura da ordem de serviço para construção da unidade

Ato no gabinete do prefeito Cantelmo Neto reuniu lideranças do bairro para prestigiar a assinatura da ordem de serviço para construção da unidade

A construção de mais uma unidade de saúde foi autorizada nesta terça-feira (30) pelo prefeito Antonio Cantelmo Neto, desta vez para atender os moradores do bairro Marrecas. A unidade é a 11ª licitada neste ano, em um grande projeto de reestruturação da saúde básica no município implementado em parceria com o governo federal, com orçamento de mais de R$ 6 milhões.

“Em cada bairro onde foi dada a ordem de serviço, será feita a construção da unidade, aquisição de todos os equipamentos e implantação do programa Estratégia Saúde da Família, com médico, dentista, enfermeiros e agentes de saúde que farão o atendimento voltado à prevenção”, explicou o prefeito Antonio Cantelmo Neto durante o ato de assinatura da ordem de serviço, realizado no gabinete da Prefeitura.

O vice-prefeito e secretário de Planejamento, Eduardo Scirea, a secretária de Saúde Rose Mari Guarda e lideranças comunitárias do bairro, além do empreiteiro Celso Pinto, que irá executar a obra, também estiveram presentes no evento.

Atualmente, os moradores do bairro Marrecas são atendidos pela unidade de saúde do Alvorada. Com a construção de uma unidade no bairro, os usuários terão mais facilidade de acesso aos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo Cesar Solano, presidente da Capela. “É uma conquista importante e que vai melhorar muito a vida das pessoas que hoje precisam atravessar a rodovia para ir até o Alvorada em busca de atendimento”, diz.

A unidade terá mais de 320 m2 e será construída na esquina das ruas Germano Meyer com Enéas Marques, em um terreno desapropriado pela Prefeitura numa área centralizada do bairro. Após a construção – orçada em R$ 533 mil – a ESF terá capacidade para atender uma região com até 4 mil moradores, conforme preconiza o Ministério da Saúde.

 

2015, ano de edificação

Das outras dez unidades de saúde, ao menos metade já começou a ser construída, algumas com previsão de entrega ainda no primeiro semestre de 2015, ano que, segundo o prefeito Cantelmo Neto, será de “edificação e fiscalização” das obras. A Prefeitura já está preparando o processo de aquisição dos equipamentos e em 2016 pretende contratar pessoal e colocar em funcionamento as ESFs.

Com a ampliação no número de unidades, a cobertura do programa ESF, que atualmente é de 35%, passará de 75%.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *