Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Em um ano, Prefeitura de Beltrão zerou fila de espera por aparelhos auditivos

Publicado em

Da assessoria

O prefeito Cantelmo Neto entregou mais 159 aparelhos auditivos a 87 pacientes: é a terceira entrega em um ano e fez com que a Prefeitura zerasse a fila de espera pelos equipamentos

O prefeito Cantelmo Neto entregou mais 159 aparelhos auditivos a 87 pacientes: é a terceira entrega em um ano e fez com que a Prefeitura zerasse a fila de espera pelos equipamentos

Mais de 150 aparelhos para melhorar a audição de 87 pacientes foram entregues pela Prefeitura de Francisco Beltrão nesta segunda-feira (26), em evento que marcou o fim da fila de espera de moradores do município pelos equipamentos. Desde outubro do ano passado, quando a Secretaria de Saúde intensificou o programa de atenção à saúde auditiva, 445 pacientes com problemas auditivos foram beneficiados com mais de 800 aparelhos.

Os equipamentos são adquiridos e entregues pelo governo municipal através do Sus (Sistema Único de Saúde) e, segundo o prefeito Antonio Cantelmo Neto, irão melhorar a vida dos pacientes. “A gente que lida diretamente com a saúde sabe o quão difícil é para uma pessoa ter algum de seus sentidos comprometidos, por isso nos empenhamos em fazer uma boa gestão dos recursos financeiros e tornar possível a compra desses aparelhos e sua distribuição sem nenhum custo aos usuários que estavam na fila de espera”, afirmou Neto.

A secretária de Saúde, Rose Mari Guarda, e o diretor do Centro de Reabilitação Auditiva (CRA), Volnei Becchi, também participaram da entrega dos equipamentos. Desde 2009 que o Município tinha pacientes na fila de espera aguardando aparelhos auditivos.

Osni Fernandes Lutchemberg foi um dos contemplados nesta etapa de entrega de equipamentos. Ele era instrutor de tiro e precisava trocar o aparelho auditivo que usa há sete anos. “A vida útil do aparelho estava vencendo e a audição ficando comprometida. Felizmente foi um processo rápido desde as consultas até o recebimento”, explica.

A identificação de moradores com problemas de audição é feita na própria rede de saúde e as consultas com especialistas no Centro Regional de Especialidades. Cada aparelho custa de R$ 3 a 5 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *