Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Começa campanha de vacinação

Publicado em

Nesta segunda-feira, dia 6 de agosto será iniciada a Campanha Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil e o Sarampo, prosseguindo até o dia 31. O Dia D de mobilização será em 18 de agosto, um sábado. O objetivo é manter elevada a cobertura vacinal contra as duas doenças evitando a reintrodução do vírus selvagem da poliomielite, bem como imunizar os menores de cinco anos contra o sarampo e a rubéola.

De acordo com a secretaria municipal de Saúde de Francisco Beltrão, no município o público alvo são as 4.477 crianças de um a quatro anos de idade. Os pais e responsáveis devem comparecer aos locais de vacinação com suas crianças, levando a caderneta de vacinação e cartão SUS para avaliação e registro. As vacinas serão aplicadas em todos os postos de saúde da cidade e do interior do município.

                                                  Poliomielite

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores, tendo como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada e ausência de reflexos no segmento atingido.

A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar).

A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão. O último caso de poliomielite no Brasil ocorreu em 1989. Desde então não são registrados casos da doença, que é grave e foi responsável por danos irreversíveis para milhares de crianças no mundo.

                                                       Sarampo

O Sarampo é uma doença infecciosa aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após.

Apesar dos esforços empreendidos desde o início das campanhas de eliminação da doença, nos últimos anos os casos de sarampo têm sido reportados em várias partes do mundo e segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), muitos países permanecem endêmicos para o sarampo, principalmente aqueles com baixa cobertura vacinal.

                                            Situação Epidemiológica

Em relação à Poliomielite, no cenário global, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) demonstram que em 2017 e 2018 foram registrados casos da doença somente nos dois países que são considerados endêmicos, Afeganistão e Paquistão. Neste ano, até maio, foram contabilizados 8 casos, sendo 1 no Paquistão e 7 no Afeganistão.

Sobre o Sarampo, nos últimos anos foram vivenciados surtos no Brasil, sendo registrados em 2015 um total de  211 casos no Ceará, 2 em São Paulo e 1 em Roraima, relacionados ao surto do Ceará. Como resultado das ações de vigilância, laboratório e imunizações, em 2016 o Brasil recebeu o certificado de eliminação da circulação do vírus pela OMS, declarando a região das Américas livre do sarampo.

No período de 2016 a 2017 não foi registrado nenhum caso da doença no país. Mas, atualmente, o Brasil enfrenta surtos de sarampo nos estados de Roraima e Amazonas. De acordo com o Ministério da Saúde, a situação é preocupante. O número de casos confirmados aumentou consideravelmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.