Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Luiz Bedin Ensinou mais de 500 Alunos em 30 Anos de Magistério

Publicado em

Primeira turma que Bedin lecionou

Luis Bedin está com 71 anos é casado com Alda Bedin há 51 anos, o casal tem quatro filhos, Marilde, Marilene, Marlei e Ivandro. Luiz começou a lecionar com apenas 15 anos de idade, foi professor na Linha Liston, interior de Francisco Beltrão, durante 30 anos e já esta aposentado faz 27.

Quando Luiz chegou em Francisco Beltrão, vindo do Rio Grande do Sul com a família, tinha apenas 15 anos e havia estudado até a quarta série. Na Linha Liston, onde a família foi morar, não tinha escola nem professor, pelo fato de ele ser o mais estudado na época, foi contratado como professor. Aos poucos foi fazendo cursos, aperfeiçoamentos e Magistério. O professor Bedin começou a lecionar dentro da Igreja da Comunidade, as turmas eram de 1ª a 4ª séries e os alunos ficavam todos juntos, as salas chegavam a ter 70 alunos. Seu Luiz ensinava Português, Matemática, Geografia, História, Ciências além de ensinar os alunos o cultivo de uma horta, algumas técnicas de manejo da terra e sobre plantação.

Mais tarde o ex-prefeito Antônio de Paiva Cantelmo construiu a primeira escola na comunidade de Linha Liston. Além de dar aula o professor fazia a merenda das crianças e cuidava da limpeza da escola. Aos 20 anos se casou e logo chegaram os filhos, o professor recebia um salário que mal dava para viver, mas os pais sempre participaram e ajudaram a escola, levavam produtos que cultivavam em suas propriedades para ajudar no sustento da família do professor, esta era a forma de agradecer pelos ensinamentos do Professor. Seu Bedin fez uma horta e ensinou os alunos a plantar e cultivar diversas hortaliças e também algumas plantas medicinais. Foram plantados também 110 pinheiros atrás da escola, que hoje testão com mais de 40 anos. No final dos anos 70 o então prefeito João Arruda criou a feira da escola e convidou seu Bedin para cortar a fita inaugural. Os alunos da escola de Linha Liston traziam os produtos cultivados na horta para vender na feira, o dinheiro das vendas era usado para a escola. Seu Pedro Ioris, que era pai de alguns alunos do Professor Bedin, emprestava um jeep para que as hortaliças fossem transportadas até a feira no centro da cidade.

As famílias eram grandes e tinham 12, 14 filhos. Seu Bedin deu aula para alunos e filhos de alunos, ele ensiou também seus quatro filhos também. Na década de 80 com a implantação do Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL), seu Bedin começou a dar aulas para adultos no turno da noite. E durante o dia continuava com as turmas de crianças. Em 1990 se aposentou, mas continuou ajudando na escola e na comunidade, especialmente da diretoria da Igreja e do salão da comunidade.

Os ex-alunos de Luiz Bedin têm muito respeito e consideração pelo primeiro professor, princípios que aprenderam em suas aulas. Luiz sente muito orgulho de ter ensinado mais de 500 alunos durante todos estes anos. Ele é grato pelas amizades que cultivou durante estes 56 anos que vive na comunidade. Todos os anos no dia do professor vários ex-alunos ligam para parabeniza-lo pela data, alguns que ele não vê há muitos anos, mas eles nunca esquecem o professor que lhes ensinou a ler e escrever. Quando seu Bedin completou 26 anos de aposentadoria um grupo de alunos resolveu presenteá-lo com a indumentária completa do Gaúcho, a pilcha para desta forma fazer uma homenagem às origens de Luiz Bedin.

Dos quatro filhos, Ivandro que estudou no Seminário de Padre em São Paulo, após terminar os estudos, se tornou professor e deu aulas durante muitos anos. Dos seis netos, duas seguiram os passos do avô, Suzana Negri é professora no município de São João e Adrieli em Francisco Beltrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *