Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Interior de Beltrão terá duas novas escolas

Publicado em

Unidades do Rio Tuna e Nova Concórdia terão nova estrutura; em quatro meses, cinco novas escolas foram liberadas pelo governo federal ao município

Da assessoria

O secretário de Educação, Viro de Graauw, disse que melhorar as escolas do campo é política de governo

O secretário de Educação, Viro de Graauw, disse que melhorar as escolas do campo é política de governo

As escolas Nossa Senhora de Fátima, na Nova Concórdia, e Juscelino Kubitschek, no Rio Tuna, terão novas estruturas para acomodar educadores e alunos. Ambas foram contempladas na última semana com a liberação dos projetos protocolados pela prefeitura junto o Ministério da Educação (Mec) e poderão começar a ser construídas ainda este ano.

O secretário de Educação, Viro de Graauw, comemorou a notícia e ressaltou que as novas escolas estão dentro de uma política de governo . “Em um tempo em que Brasil afora vemos escolas no do campo fechando, aqui em Beltrão estamos lutando para não só mantê-las, mas também melhorar sua qualidade e oferecer melhores espaços às nossas crianças e educadores”, afirmou.

A Prefeitura pretende construir ainda as novas unidades da escola São Cristóvão, no bairro Industrial, Pedro Algeri, no Miniguaçu, e outra no Jardim Primavera, que juntas totalizam R$ 10,5 milhões em investimentos.

Os deputados federais Assis do Couto e Zeca Dirceu acompanharam a tramitação dos projetos em Brasília e também ficaram satisfeitos com a novidade. “Quando eu era jovem, a gente sofria com a falta de educação no campo. Mas essa realidade mudou, gradativamente, nos últimos dez anos”, afirmou Assis, que se empenhou na liberação da escola do Rio Tuna. Já Zeca, articulou a unidade de Nova Concórdia.

As duas escolas liberadas para o interior através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) são de um padrão com seis salas, biblioteca e espaço administrativo, e devem custar R$ 1,02 milhão cada. Na Nova Concórdia, são atendidas 129 crianças do 1º ao 5º ano e o espaço também é compartilhado com o Estado. Já no Rio Tuna, que é uma das poucas escolas municipais do Paraná que atende os últimos anos do ensino fundamental, são 119 alunos que frequentam do 1º ao 9º ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *