Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Em momento histórico, prefeito Cantelmo Neto sanciona novo Plano de Carreira para professores

Publicado em

Da assessoria

Observado por Eduardo Scirea, Viro de Graauw, Valdenice Setti e Amauri Nascimento, o prefeito Cantelmo Neto sancionou o novo Plano de Carreira do Magistério, que corrige defasagens, dá ganho salarial real e outros benefícios aos professores

Observado por Eduardo Scirea, Viro de Graauw, Valdenice Setti e Amauri Nascimento, o prefeito Cantelmo Neto sancionou o novo Plano de Carreira do Magistério, que corrige defasagens, dá ganho salarial real e outros benefícios aos professores

O clima de otimismo marcou, na manhã desta sexta-feira (21), a sanção da lei que institui o novo Plano de Carreira do Magistério, reformulado após mais de um ano de negociações entre a Prefeitura e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública de Beltrão (Sintepfb). O novo plano contempla uma série de avanços e melhorias para a carreira dos professores e foi bastante elogiado pela categoria.

“O plano não contempla tudo o reivindicávamos, mas anos de defasagem foram corrigidos e melhorias que irão beneficiar a todos os profissionais foram conquistadas através da nossa organização”, destacou o presidente do Sintepfb, Amauri Nascimento. “É um plano que tem muita coisa boa, principalmente o fato de ter proporcionado uma abertura maior para negociarmos com a Prefeitura”, completou.

A sanção do plano aconteceu no gabinete do prefeito Antonio Cantelmo Neto, com a presença de diretores de escolas e CMEIs e lideranças da categoria. Uma das mais significativas mudanças é o reajuste salarial dos professores, que agora passará a ser feito em janeiro, e não março, e considerando o reajuste do Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica) ao invés do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), como é com o quadro geral de servidores da Prefeitura. Com isso, os educadores terão seus salários reajustados acima da inflação, com ganhos reais.

O plano ainda contempla a isonomia salarial e funcional, unificando educadores infantis e professores em uma única categoria; regulamenta o pagamento de férias e 13º salários do regime suplementar (os chamados AJTs) e ainda passa de 12 para 15 as classes de progressão na carreira por tempo de serviço, feita também com avaliação de desempenho, além de permitir que os educadores se afastem da sala de aula e continuem sendo remunerados para fazer mestrado.

Para o prefeito Cantelmo Neto, o plano é resultado da vontade política do governo municipal e do interesse e maturidade do sindicato da categoria. “O plano revigora nosso sistema educacional através da valorização dos profissionais sem comprometer as finanças do Município e resultou de um debate longo com a classe organizada”, afirmou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *