Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

No feriado do trabalho, funcionários e voluntários arregaçaram as mangas em prol dos afetados pela enchente

Publicado em

Da assessoria

No Marrecas, voluntárias da comunidade prepararam a janta e o local que serviu de abrigo aos afetados

No Marrecas, voluntárias da comunidade prepararam a janta e o local que serviu de abrigo aos afetados

Muita gente resolveu trocar a folga do 1º de maio por um dia bastante agitado nesta quinta-feira, em Francisco Beltrão. A enchente que mobilizou a cidade em prol dos atingidos envolveu desde funcionários da Prefeitura – quase 100 ao todo – Corpo de Bombeiros e Defesa Civil até voluntários e colaboradores de entidades e clubes de serviço.

Os primeiros chamados chegaram logo de madrugada, quando o Rio Santa Rosa transbordou e começou a invadir casas do bairro Pinheirão: em 24 horas, choveu 195 mm, segundo o Iapar. Pela manhã, quando se podia ter uma noção maior do estrago, uma reunião definiu o plano de ação para a catástrofe, que chegou a outros locais conforme o Rio Marrecas encheu e nivelou a água com os córregos da cidade.

Foi aí que entraram em ação os voluntários de entidades e clubes de serviço. Vários se envolveram na preparação dos abrigos montados nos bairros São Miguel, Marrecas e na Cidade Norte. “Já faz tempo que a gente tá aqui e se precisar vamos passar a noite”, disse a líder comunitária Mari Mazzeto, do Marrecas.

Já os funcionários da Prefeitura atenderam ao chamado do plantão inesperado. Alguns cancelaram compromissos com a família e viagem para se ajudar a retirar móveis, orientar a população sobre saúde e recolher donativos, como o chefe de divisão Guilherme Toss. “Ver o que a gente viu e saber a importância que tem uma peça de roupa ou colchão pra essas famílias compensa o sono e cansaço”, afirmou enquanto recolhia materiais para as famílias afetadas.

A estimativa é de que ao menos 130 pessoas tenham se envolvido diretamente no trabalho de atendimento às famílias, sem contar os voluntários. Mas para muitos destes, o feriado foi só o começo do trabalho que deve acontecer: a partir desta sexta, a concentração de esforços é na coleta de donativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *