Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Mais de 60% do orçamento direto deste ano será aplicado em saúde e educação

Publicado em

Da assessoria

Com população de 86,5 mil habitantes, orçamento total de Francisco Beltrão para este ano chegará a R$ 242 milhões

Com população de 86,5 mil habitantes, orçamento total de Francisco Beltrão para este ano chegará a R$ 242 milhões

As secretaria de Saúde e Educação e Cultura terão a maior fatia de investimentos do orçamento municipal de Francisco Beltrão em 2016. Juntas, as duas pastas estimam despesas de R$ 143 milhões, pouco mais de 63% do total do orçamento direto do Município, de R$ 225 milhões.

Segundo a Secretaria de Planejamento, os dois setores terão importantes investimentos neste ano, seguindo os resultados de 2014 e 2015 e de acordo com o estipulado na Lei de Diretrizes Orçamentárias e no Plano Plurianual.

“A Saúde e Educação sempre tiveram a maior fatia do orçamento, até pelo tamanho de suas estruturas, mas neste ano especificamente, terão uma participação maior porque obras de novas escolas e unidades de saúde estão sendo concluídas e serão postas em funcionamento, refletindo as diretrizes do plano de governo da administração municipal, pautadas na valorização do ser humano”, justifica o secretário Gervásio Kramer.

O orçamento municipal é o documento que rege a aplicação do recursos públicos provenientes da arrecadação de impostos, transferências obrigatórias e convênios dos governos federal e estadual, estipulando de que forma o dinheiro arrecadado deve ser aplicado, a partir da previsão de receitas e despesas.

Nos dois últimos anos, a Prefeitura conseguiu cumprir quase a totalidade dos orçamentos anuais graças ao equilíbrio financeiro das contas públicas, sem deixar déficit fiscal. Para este ano, o orçamento teve um aumento de 11,39% em relação a 2015 e considerando os recursos destinados ao Prevebel – que são contabilizados na administração indireta – o orçamento do Município para 2016 chega a R$ 242 milhões.

O ranking das secretarias com maior destinação de recursos é seguido pela de Urbanismo (R$ 24,4 mi), Finanças (R$ 8,6 mi), Administração (R$ 8 mi), Planejamento (R$ 7,4 mi) e Desenvolvimento Rural e Assistência Social (R$ 6,5 mi). A Câmara de Vereadores receberá R$ 3 milhões.

 

Orçamento por setor

Saúde – R$ 76,3 mi

Educação e Cultura – R$ 67 mi

Urbanismo – R$ 24,4 mi

Finanças – R$ 8,6 mi

Administração – R$ 8 mi

Planejamento – R$ 7,4 mi

Desenvolvimento Rural – R$ 6,5 mi

Assistência Social – R$ 6,5 mi

Meio Ambiente – R$ 5,3 mi

Desenvolvimento Econômico e Tecnológico – R$ 3,4 mi

Esportes – R$ 3,3 mi

Gabinete e Assessorias – R$ 2,4 mi

Assuntos Estratégicos – R$ 200 mil

Reserva de Contingência – R$ 50 mil

 

Câmara de Vereadores – R$ 3 mi

Prevebel  – R$ 17 mi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *